Na mochila do Felipe

Felipe de Paulo

Hora de apagar a velhinha! Parabéns ,10 anos de marca,.!

Temos a satisfação de convidar o Resp. Irmão para a 10ª Reunião Anual da Grande Loja de Mestres Maçons da Marca do Estado do Rio de Janeiro, que será realizada no próximo dia 19/11/2016, às 17h00min, no Templo do Condomínio Maçônico Antonio Rodrigues Lopes, sito à Rua Mariz e Barros, nº 945/953, Tijuca, Rio de Janeiro, RJ.

Olha que luxo, pr-circular-no-002-20-15-2018-medalha-comemorativa

A Ordem dos CBCS e a Cavalaria Templária tem novos dirigentes

Durante os dias 8 e 7 de outubro na cidade de São Paulo, tivemos dois importantes eventos maçônicos, na verdade duas posses em dois corpos absolutamente fantásticos:

Assumiu Sergio Grosso como Grão-Prior e Grão Mestre Nacional;

Assumiu Saulo Ortega Trevisan como Grão-Mestre;

Tivemos presença de diversas delegações estrangeiras, Grandes Lojas, Distrito Inglês e Grande Oriente do Brasil.
13133137_10208475179933540_1960871195938926638_n
Porém fica o nosso registro pessoal de congratulações a uma das pessoas mais especiais que conheci nesses anos na maçonaria, o passado grão-mestre imediato de ambas essas ordens, posso dizer, meu amigo Wagner Veneziani.

Qualquer palavra sobre o Wagner seria insuficiente, já atuei, ainda com pouca idade, em diversos segmentos maçônicos e nunca, repito, nunca tive um líder que fosse tão generoso. Wagner sempre fazia nós, seu staff, ter iniciativas e o momento de cada indivíduo de brilhar, reconhecia cada ato nosso. Trabalhar todos esses anos com ele, foi duro, mas acima de tudo muito divertido.

Obviamente, novas ordens, graus, projetos e iniciativas estão em desenvolvimento, a forma mais sincera e maçônica de honrar tudo que foi feito, é simples! Mas nada fácil, é tão somente fazer com que a próxima gestão seja muito superior em relação a que saí, capacidade para os novos líderes há de sobra! Pois em maçonaria nossa dívida nunca é com o passado, mas sim com aqueles que estão chegando para que possamos honrar aqueles que vieram antes de nós.

Conhecendo o FCS

Precisei de um vira-tempo no final de semana de 8 e 7 de outubro deste ano, tivemos a oportunidade de conhecer mais um sistema de treino de Artes Marciais Filipinas, o FCS – Filipino Combate Systems fundado pelo Tuhon Ray Dionaldo que era sobre por afeição do professor Presas, head do Karambit do Syaoc,, especialista em artes marciais japonesas.

O seminário e exame foi liderado pelo Lakan Guru Carlos “Pipo” que posso dizer que foi um dos instrutores mais bacanas que esbarrei nessa quase uma década de treino.
14581343_10154514683972381_4758239055054150873_n Continue reading

Vamos cantar aquela musiquinha!! 300 anos da UGLE!

Até quem vive no planeta do além no cosmos da Maçonaria deve saber que a Grande Loja Unidade da Inglaterra, ano que vem completa seus 300 anos, vamos fugir das discussões sobre a legitimidade desse número, se a Irlanda é mais velhinha, se ocorreram mudanças, afinal é tempo de festa.

Diversas comemorações foram planejadas, muitas delas em localidades que tem lojas ligadas aquela potência, com certeza teremos boas publicações e para que gosta de um paramento, ou como, dizem os brothers – Regalia, segue foto do material produzido pela Rolls Royce dos aventais – Toye, Spencer

300jewel
Continue reading

Treinamento de reação para FMA

Um dos fatores mais importantes no treinamento é a capacitação de reação. Não importa quão grande a sua técnica é que, se você não treinou corretamente, ele será inútil. Você deve treinar a técnica a ser reflexiva.

Você não pode confiar apenas em sua capacidade consciente para analisar a sua situação e recordar a técnica apropriada quando você precisa agir em frações de segundo. É simplesmente muito lento. Usando um treinamento progressivo parar suas habilidades de reação é o melhor caminho para o seu sucesso. Veja aqui como começar.

13413398_147259562348952_14830296_n Continue reading

Tá chegando a hora – Posse dos GGMM Templário e CBCS

Estimados Cavaleiros do Rio de Janeiro,

retransmito convite do nosso GM dos Priorados dos Cavaleiros Templários e dos Benfeitores da Cidade Santa para as sessões de posse em ambos os corpos no mês de Outubro, os detalhes estão nos anexos e no link abaixo.
Peço atenção dos Irmãos, trata-se de um evento único e imperdível, além de prestigiar nos novos grãos-mestres (Saulo Ortega para os Templários e Sergio Grosso para os CBCS) teremos a presença de inúmeras autoridades estrangeiras, diversas delegações e a chance real de conhecer diversos irmãos, isso tudo em um ambiente fraterno, podendo ter acesso as fámilias. Será memorável.

Continue reading

Maçonaria: verdadeira aula de história

Pessoal,

 

Uma dica para quem quer conhecer mais sobre maçonaria, mas com bases sólidas e científicas, eu tinha participado de uma extensão na UERJ e agora me inscrevi na pós-graduação em História da Maçonaria.

http://escoladamaconaria.com.br/curso.php

Continue reading

De volta – Impressões, relatos e exames de faixa

Mabuhay!
Olá pessoal,
esse artigo, na verdade esse relato é sobre como a preparação para o exame de Lakan Isa (faixa-preta) e um entendimento mais aprofundado das FMA, em especial do Maharlika tiveram um alto impacto na minha vida. Também faz quase um ano e acho válido voltar a escrever por isso que tem sido uma das coisas mais importantes da minah vida, e por fim, essa matéria foi publicada no site Arte Filipina, e agora posso dizer o resultado do exame…pera, digo lá embaixo.

Para isso é importante lembrar que um dos focos do sistema Maharlika é uma abordagem transversal e holística, seus criadores Shishir e Herbert Inocalla possuíam o sonho de transmitir os conhecimentos do Arnis Moderno porém sob uma nova ótica, que enxergasse o ser humano dentro de uma visão holística, em seu aspecto físico, mental e espiritual. Promovendo melhorias em todos os campos da vida, não somente uma transmissão das técnicas letais de combate.
O FMA é uma das formas de expressão marcial mais democrática, existem praticantes altos, baixos, fortes, magros, no sobrepeso, assim como até mesmos portadores de algum tipo de deficiência física conseguem se desenvolver de maneira excepcional. Ainda que atributos como agilidade, força, flexibilidade, resistência sejam importantes, o fato prático de estar armado nivela inúmeras deficiências em algumas habilidades, além disso sabemos que Kalipis mais experientes possuem reflexos e memória muscular bem acima da média, porém, ainda que seja intangível, boa parte, na verdade diria que o divisor de águas, seriam atributos mais mentais do que físicos: em especial as capacidades de enganar, estratégia, frieza emocional e agressividade.
Existem diversos treinos que aumentam tais atributos não-físicos, em especial ao começar o ensino das armas com lâminas, porém é inegável que um adequado condicionamento físico não só influencia na capacidade de luta, mas produz uma mudança mental, transformando o mindset, tendo uma postura mais segura, confiante e assertiva, Representando bem na máxima latina: mens sana in corpore sano.

unnamed
Essa preocupação infundida pelo Mestre Dada de que os alunos não sejam apenas guerreiros peritos em armas, mas cidadãos úteis, conscientes da necessidade de priorizar o coletivo em detrimento da postura egoísta individualista, da consciência social, da preocupação espiritual e de fazer o bem ao próximo.
Assim que soube que estaria habilitado a prestar o exame de faixa-preta em julho de 2016, a notícia veio em outubro de 2015, comecei a intensificar os treinos, mas uma vida não muito regrada com jornadas de trabalho, fazia a faixa marrom ficar apertada numa cintura de 130kg.

unnamed (1) unnamed 13715969_10205278567601977_2328105286946105333_n
Com o apoio da Georgia Bachi, minha nutricionista, e daquele que é um dos melhores do planeta no que faz, Mestre Waldemar Guimarães, treinador, montamos uma estratégia de alimentação com suplementação e treinamento com pesos, usando o MIT – Método Intensidade Total (que por si só aumenta o endurance, resiliência, forja o mindset de qualquer praticante).
Aliado a rotina do Kali, conseguimos um resultado positivo, na verdade negativo, menos 40 kilos na balança.
Isso tudo com a preocupação de praticar o Kali em sua melhor forma, não somente uma forma de passar no exame, mas como tudo aluno de artes marciais, impor um desafio interno, criar obstáculos e transpor.

Fica o relato de como as artes marciais, podem mudar a vida não apenas salvando de uma situação de risco, mas melhorado como pessoa. Ressalto que nada disso seria possível sem o apoio de todos os citados, e que todo programa de mudança corporal (perda de peso, aumento de massa magra, otimização de performance e outros) deve ser acompanhado por profissionais da área.

E o resultado do exame:

13715969_10205278567601977_2328105286946105333_n

14034713_10209334384493117_7745035151403235418_n

 

Um pulo ali no Chile

Nos dias 16 e 17 de maio, em Picarquin, Chile, bem conhecido de todos nós por ter sido a sede do 19ª Jamboree Mundial Escoteiro em 1999, os líderes e comissários internacionais das associações escoteiras do Cone Sul estiveram reunidos para discutir tópicos do escotismo internacional, alinhar necessidades, compartilhar boas práticas e viabilizar projetos em comum.

10986488_10206199016470298_6327601246796888873_o

Exposição de cada Associação

Uruguai, faz um breve relato de como tem desenvolvido suas atividades desde da última Cimeira, em especial uma tentativa de renovação do programa pioneiro e de diversos posicionamentos institucionais, da redução da menoridade penal e eventual responsabilidade.

 

Argentina, explica a posição de AGE que modificou a estrutura da associação, onde o ponto focal era ter jovens e adultos juntos nos espaços de governo da associação, com jovens de 16 participando nas diretorias locais, e indo até o conselho nacional.

 

Chile, foi feito relatório de como foram os últimos anos da associação, alguns materiais foram entregues e serão disponibilizados via pdf. Um ponto interessante a destacar é a política de repasse dos registros, e também não apenas para o que seria nossa região escoteira, mas para os distritos, com isso gera uma sensação de todos que são associados, não tendo mais aquela sensação do distanciamento do nível nacional. Identifica-se como interessante ponto a ser eventualmente discutido por nossa associação.

 

Espanha, foi um marco importante ter uma NSO de fora da região no evento, compartilhou excelentes boas práticas, uma que tem relação direta com nosso programa de proteção infanto-juvenil é uma certificação, estilo ISO, do grupo escoteiro como um grupo seguro.

 

Foi amplamente discutido como será a política do escotismo em áreas de fronteira. Existe a preocupação de ter um procedimento simples e ágil para situações onde grupos apenas “atravessam a rua” e estão em outros países, assim como ter a certeza de não ter atividades com membro não registrados ou oriundos de associações piratas e clandestinas.

A próxima Cumbre será no Uruguai em 21 e 22 de maio de 2016. Foram alinhadas reuniões virtuais para fazer o acompanhamento das tarefas assinaladas, em especial, o trabalho de aproximação junto as lideranças da Bolívia e Paraguai, bem como uma reunião em Cancum, na véspera da abertura da Cumbre Interamercana.

Foi de extrema valia a presença dos membros do Comitê Interamericano, Ricardo e Tute (Argentina) conseguimos alinhar demandas e anseios, dos mais simples como por exemplo, uma crítica ao boletim Mundus Novus e a quem deve ser dirigido, até uma profunda reflexão de como tornar as reuniões das redes regionais mais efetiva, a conclusão, conforme apresentada de ter as reuniões ora no Panamá, e mais perto das NSOs.

O posicionamento do Brasil continua claro, de apoiar todas as associações com as boas práticas acumuladas nos últimos anos, destacamos que recolhemos algumas boas práticas como a questão do Grupo Seguro, e de discussões de como por exemplo a Argentina consegue realizar Jamborees Nacionais como mais de 10 mil membros participando.

 

 

Ocidente e Oriente

Kali Rio e 2Edges Workshop: Long Range – Oriente e Ocidente Comparados.

11169706_938876386135492_8612917299383612988_oAconteceu no  dia 03 de Maio no Parque do Aterro do Flamengo (próximo à administração), o 1º Workshop em parceria dos Grupos Kali Rio e 2Edges, este dedicado ao estudo de Longe Range dentro dos sistemas Europeus e Filipinos.

O século XVI é o momento de maior esplendor renascentista. Artes e ciências crescem, navios zarpam para grandes aventuras coloniais, guerreiros de países longínquos começam a se encontrar como nunca antes. O repertório marcial que se criou nessa época chegou aos nossos dias por caminhos diferentes, que se cruzaram e separaram. Este seminário nasce da ideia da comparação entre as culturas guerreiras do mundo ocidental e oriental, considerando os fundamentos da esgrima do mestre Giovanni Dall’Agocchie (Dell’Arte di Scrimia, 1572) e das Artes Marciais Filipinas.

TFW_KampilanO evento foi ministrado pelo Instrutor Paulo J. M. Pereira do Kali Rio e Davide Lupidi (Instrutor e Representante do Mestre D’Armas Ilkka Hartikainen).

O Kali Rio é um grupo criado na cidade do Rio de Janeiro, que se dedica ao ensino e divulgação da Arte Marcial Filipina e disciplinas relacionadas. O Kali Rio é registrado como clube oficial da AFJKD et Kali Association Française de Jeet Kune Do et Kali – Brasil, Rio de Janeiro) e da C.A.B.F.S (Associação de Boxe Francês – Savate da Califórnia) no Brasil e seus Instrutores são alunos e representantes de Sifu Salem Assli).

11188441_938875959468868_3556527867758067175_n

Mabuhay!

« Older posts